quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Novidades Mês de Setembro Policenter Casa

Setembro é o mês das novidades na Policenter Casa. Iniciamos o mês com novidades no site, na categoria Casa & Decoração, onde você encontrará três novas subcategorias, são elas: Jarras, Vasos e Relógios.

Todos os produtos possuem grande sofisticação e requinte. Ideais para inovar seu ambiente, os novos produtos apresentam design moderno e cores diferentes.

Quer conhecer os novos produtos?

Acesse nosso site, clique na categoria Casa & Decoração e conheça.

www.policentercasa.com.br

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Magic Stone presente na Suíte do Casal de Angélica Araújo na Casa Cor 2009 MG



O espaço é baseado no décor francês, referência ao Ano da França no Brasil. São três ambientes interligados através de uma divisória em vidro refletivo. O Hall se transforma num ‘Boudoir’, onde os móveis, um masculino e outro feminino, fazem releitura contemporânea da penteadeira e da cômoda, para abrigar os objetos do cotidiano, chaves, correspondências, maquiagem, óculos, relógios, canetas entre outros. Uma cadeira francesa é usada como apoio para bolsa.

O Banho tem layout que recria um ambiente de conforto e privacidade. A bancada, em material reciclável e 100% ecológico, abriga dois gavetões com divisórias também revestidas do mesmo material. A banheira, ao lado da janela, tem vista para a Lagoa da Pampulha e para a TV. Os chuveiros possibilitam o banho a dois. O revestimento da parede da bancada, em pastilhas de vidro e cobre, remetem ao barroco mineiro.

O destaque é o Banco Onda By, de design multifuncional, com nichos que servem também como porta objetos. A cama é o destaque do ambiente e explora as linhas curvas do mestre Niemeyer numa alusão ao Projeto da Pampulha. Executada em estrutura metálica e madeira, é revestida com uma capa de camurça natural. A poltrona, de Philip Starck, foi posicionada no canto de leitura. A estante abriga a TV e home theater.

A iluminação propicia um clima intimista, essencial num ambiente de recolhimento. Parceiros do ambiente: Duo, Villa Vittini, Deca, Belíssimo, Sony e Mary Arantes.

Fonte: http://www.guiadecorar.com.br/posts/visualiza/1267 e Revista Casa Cor MG 2009

No ambiente Suíte do Casal o Magic Stone foi utilizado na bancada da pia, na contrução dos nichos sobre a bancada e também no piso do box do banheiro.

Conheça outros ambientes da Casa Cor MG 2009:

http://www.guiadecorar.com.br/posts/visualiza/1216

Marcadores: , , , , , ,

Magic Stone na Cozinha do Chef por Flávio Cardoso na Casa Cor MG 2009


O arquiteto urbanista Flávio Cardoso criou um projeto descontraído, que privilegia o conforto. O destaque é a gastronomia e suas cores e aromas, provocando a inspiração, criação e apreciação dos sentidos. Um pátio descoberto recebe os convidados.

O espaço Gourmet está ambientado num galpão com pé-direito alto, com layout definido pela bancada gourmet – que inclui ilha com pia e fogão e armários com equipamentos e acessórios, e estar – com duas mesas, sala com sofá e pufes e estante integrada. O espaço valoriza o jardim suspenso nos fundos.

No conceito de sustentabilidade, toda a obra será realizada sem entulho ou demolição do existente, preservando as árvores e áreas verdes do imóvel. O galpão é em estrutura metálica reutilizável, com piso unificado, de fácil aplicação e manutenção. Os móveis têm garantia de procedência em materiais ecologicamente corretos, com iluminação e ventilação naturais.

Fonte: http://www.guiadecorar.com.br/posts/visualiza/1248

Flávio Cardoso utilizou
Magic Stone na bancada da Cozinha Gourmet e também em uma das mesas do ambiente.

Conheça outros ambientes da Casa Cor MG 2009:

http://www.guiadecorar.com.br/posts/visualiza/1216

Marcadores: , , , ,

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Magic Stone - versatilidade, beleza e durabilidade


Magic Stone é um material inovador, composto de minerais naturais e acrílico de alta qualidade. Uma superfície sólida, maciça e resistente perfeita para utilização em bancadas, móveis e revestimento de paredes.

Projetos em áreas comerciais e residenciais ou que necessitam da máxima higiene, como laboratórios, clínicas e hospitais, podem se beneficiar da qualidade desse material diferenciado.

Seja através de placas, cubas ou adesivos, a variedade de cores do Magic Stone possibilita distintas combinações. As placas podem ser cortadas, coladas, usinadas e moldadas sob medida, conferindo mais versatilidade a qualquer tipo de projeto.

O Magic Stone é reciclável, reaproveitável e não-tóxico. Em seu processamento não há perda de material visto que as sobras podem ser utilizadas em nova produção. É ecologicamente correto por se tratar de um material sintético que contribui para preservação do meio ambiente.

Algumas vantagens do Magic Stone

  • Não é poroso
  • Disponibilidade de cores uniformes
  • Disponibilidade de cubas no mesmo material
  • Não mancha com facilidade
  • Resistente a impactos
  • Emendas imperceptíveis

  • Resistente a cigarros
  • Não é inflamável
  • Resiste à umidade e maresia
  • Fácil reparo
  • Não altera sua temperatura
Fotos de projetos que utilizaram a superfície sólida mineral Magic Stone:









Marcadores: , , , , , , , ,

Sustentabilidade: Vidro é feito a partir de rochas ornamentais


Resíduos de rochas ornamentais como mármore e granito, que sobram depois do processo de serragem que transforma os blocos de pedra em chapas, podem agora servir de matéria-prima para a indústria do vidro.

Isso graças a um novo processo desenvolvido no Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCT), do Rio de Janeiro. O uso do resíduo também contribui para a solução do problema ambiental causado pelo pó fino que se acumula nas serrarias e acaba impactando o meio ambiente.



Resíduos de mármore e granito

As pesquisas foram desenvolvidas pela física Michelle Babisk, sob orientação do tecnologista José Carlos da Rocha. A pesquisa teve como objeto os resíduos gerados pela indústria de rochas ornamentais do Espírito Santo, que é hoje responsável pela metade da produção nacional deste tipo de material.

A transformação de resíduos de granito e mármore em vidro é viabilizada pela presença de óxidos, como a sílica, que são matérias-primas utilizadas em larga escala na produção de vidros sodo-cálcicos.

Junto aos resíduos das rochas - coletados em Cachoeiro do Itapemirim, na região Sul do estado, onde estão mais de 60% dos empreendimentos do Espírito Santo - são misturados areia, carbonato de cálcio e sódio, em quantidades controladas para que a composição se aproxime ao máximo das características do vidro comercial.

Economia de areia e benefício ambiental

Com a utilização destes resíduos, há uma considerável diminuição dos impactos ambientais na região, já que antes eles eram descartados no solo. Por outro lado, o uso do material reduz o consumo de areia, minimizando outro problema, que é a extração excessiva desse recurso.

Um terceiro benefício ambiental é o emprego também dos óxidos ferrosos despejados no solo por meio das limalhas de ferro ou aço que são jateadas contra a rocha no processo de corte. O material é incorporado à composição do vidro como corante, garantindo a produção de vidros verdes, que têm um mercado bastante específico.

Novas tecnologias na Ciência dos Materiais

A pesquisa de Michelle produziu no INT quatro tipos de vidro, sendo testadas suas condições de impermeabilidade, passagem de luz, entre outras propriedades. Com resultados bem-sucedidos no controle de qualidade do produto, a produção de vidro a partir de resíduos de rochas ornamentais está sendo patenteada e será apresentada no Rio de Janeiro entre os dias 20 e 25 de setembro, na 11ª Conferência Internacional de Materiais Avançados (Icam). Organizado pela International Union of Material Research Societies (IUMRS), o evento - já sediado por países como China, Japão e México - é realizado em anos alternados e tem como objetivo apresentar novas tecnologias relacionadas à área da Ciência dos Materiais.

No mês que vem Michelle finaliza seu mestrado com os resultados do trabalho realizado no INT, que terá como título Desenvolvimento de vidro sodo-cálcicos a partir de resíduos de rochas ornamentais. O objetivo final do desenvolvimento desse processo, afirma a pesquisadora, é a transferência da tecnologia para as indústrias.

Argamassa de pó-de-rocha

A área de Processamento e Caracterização de Materiais do INT já transforma resíduo de rochas ornamentais em matéria-prima para a indústria há algum tempo. O primeiro trabalho concretizado nesta linha foi o aproveitamento do pó fino das serrarias do município de Santo Antonio de Pádua na produção de argamassas, tecnologia já transferida para a empresa Argamil e gerando royalties para os pesquisadores do INT e do Centro de Tecnologias Minerais (Cetem/MCT), parceiros na inovação.

O pesquisador do INT, José Carlos da Rocha , desenvolveu ainda a produção de rochas artificiais a partir dos resíduos grossos da serragem.

Fonte: http://lcmagalhaes.blogspot.com/2009/07/vidro-e-criado-partir-de-residuos-de.html

Marcadores: , , , ,

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Sustentabilidade Está em Alta na Franke


Além de ter processo sustentável, a Franke apóia iniciativas que auxiliem a preservação do meio ambiente. Veja este texto, extraído da matéria A Sustentabilidade está na Moda, publicada no jornal A Notícia no dia 19/04/2009.

"...O casal de artesãos Sergio Bahiense de Mello e Deborah Reimer desenvolve peças de bijuterias modernas feitas com retalhos de inox doadas pela Franke, uma fábrica de cubas, coifas e outros acessórios de cozinha. Eles têm vasta experiência com bijuterias. Mas faz apenas quatro anos que resolveram inovar. Ao visitar um ferro-velho em busca de matéria-prima, encontraram retalhos de inox Franke. Perceberam que aqueles restos eram interessantes. Não demorou muito para que o casal firmasse uma parceria com a empresa. Hoje, a Franke também reconhece o quanto as jóias sustentáveis são belas e apoia a iniciativa do casal joinvilense. "O inox é um material que chama atenção por causa do seu brilho. Ele Também é conhecido como um metal nobre", explica Deborah. O que antes ia direto para o aterro industrial, agora vira acessório fashion..."


Texto divulgado na 2º edição Newsletter Franke Agosto-2009

Marcadores: , , , ,

terça-feira, 4 de agosto de 2009

CASA COR MINAS GERAIS NA PAMPULHA


Os 15 anos da Casa Cor Minas Gerais terão um palco de gala: a Pampulha, região nobre da cidade, e um dos cartões postais de Belo Horizonte. O evento, que será realizado de 19 de agosto a 4 de outubro, ocupará duas casas de épocas diferentes, localizadas na orla mais charmosa e sofisticada da capital mineira, entre o Iate Tênis Clube e a Casa do Baile, dois projetos assinados pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

Serão cerca de 130 metros de frente para a Lagoa, de onde se tem uma vista majestosa do antigo Cassino, hoje Museu de Arte Moderna. A obra de Niemeyer é cercada pelos jardins de Roberto Burle Marx, cujo centenário de nascimento será comemorado com homenagens na Casa Cor.


Os projetos dos 85 profissionais participantes, que idealizarão os 64 ambientes da mostra, com certeza estarão à altura do entorno, confirmando a excelência do trabalho dos arquitetos, decoradores e paisagistas mineiros.


Aguarde mais notícias no Blog Policenter Casa sobre a CasaCor 2009


Fonte: http://www.casacor.com.br/minasgerais/


Marcadores: , , , ,